Scroll Top

Os 10 Alimentos Termogênicos que Ajudam Emagrecer com Saúde! CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA O EBOOK QUE MUDARÁ SUA VIDA...

 

DICAS RÁPIDAS DOENÇAS RECEITAS CASEIRA REMÉDIOS NATURAIS

Como Tratar o Corrimento Vaginal com Remédios Caseiro

O corrimento sem odor e, quando sua cor varia do branco ao cristalino, podendo até ser um pouco amarelado, nesse caso é considerado normal. Mas se ocorrerem mudanças em sua cor, no volume ou vir acompanhado de mau cheiro, ardor e coceira, isso pode ser sinal de algum problema.

As principais causas do corrimento são:

  • Infecções Vaginais;
  • Vulvites e vulvovaginites;
  • Infecções cervicais ou do colo do útero;
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)
  • Os corrimentos mais conhecidos são a candidíase, a tricomoníase, a vaginose bacteriana e a cervicites.

como-tratar-o-corrimento-vaginal-com-remedios-caseiro

Candidíase: É uma infecção vaginal comum causada por um fungo do gênero Candida. Pode haver uma proliferação desse fungo quando o sistema imunológico está debilitado ou quando as bactérias benéficas (chamadas lactobacilos) não conseguem manter o fungo sob controle.

A candidíase vaginal pode ser facilmente tratada com mendicamentos antifúngicos, mas algumas mulheres que tem episódios recorrentes de candidíase podem precisar de tratamento prolongado para conseguirem se livrar da infecção.

Tricomoníase: É uma doença sexualmente transmissível comum, a qual afeta tanto homens quanto mulheres, embora os sintomas sejam mais comuns no sexo feminino. Os principais sintomas para detectar a tricomoníase são:

  • Corrimento amarelado ou amarelo-esverdeada
  • Coceira
  • Odor forte e desagradável
  • Irritação vulvar
  • Dor
  • Dificuldade de urinar

O parasita que causa a Tricomoníase é o trichomonas vaginalis, que afeta as mulheres na vagina e os homens no canal da urina, a uretra. A doença acontece exclusivamente pelo contato sexual com uma pessoa que esteja infectada.

Vaginose bacteriana: É uma infecção desencadeada por um desequilíbrio da flora bacteriana vaginal fazendo com que a concentração de bactérias “ruins” aumente. É o corrimento mais comum e os sintomas é o forte odor (também chamado de cheiro de peixe) e um corrimento acinzentado.

Além disso, o odor piora após relação sexual. O ginecologista pode prescrever antibiótico para o tratamento da vaginose bacteriana. A medicação levará o nível de bactérias na vagina de volta ao padrão saudável.

Cervicite: A cervicite é uma espécie de inflamação do colo do útero bastante frequente em muitas mulheres. Os sintomas mais comuns da cervicite são corrimento mucopurulento e os sangramentos depois das relações sexuais e fora dos períodos menstruais. O tratamento da cervicite, normalmente, é feito em casa com a ingestão de remédios antibióticos.

Durante o tratamento, é recomendada a interrupção de relações sexuais. E, o parceiro da paciente também deve ser examinado para verificar se há alguma bactéria presente no órgão genital masculino para realizar o tratamento.

O tratamento para o corrimento amarelado geralmente é feito com antibióticos, mas existem alguns remédios caseiros que agilizam e facilitam o a cura.

Banho de assento com folha da goiabeira: O chá das folhas de goiabeira é uma alternativa para tratar o corrimento vaginal, ajudando a flora vaginal a voltar ao normal.

INGREDIENTES:

  • 30 g de folhas de goiabeira
  • 1 litro de água

PREPARO:

  • Ferva a água e desligue o fogo. Acrescente, então, as folhas de goiabeira e abafe durante 3 a 5 minutos. Depois, coe e faça um banho de assento com esse chá, lavando cuidadosamente toda a região genital. Repita o procedimento de 2 a 3 vezes ao dia.

Este banho de assento é eficaz no tratamento do corrimento causado por Tricomoníase e Candidíase. Além disso, o remédio caseiro é seguro e não causa efeitos colaterais, nem possui contraindicações. Porém, é importante ressaltar que o uso da camisinha é o melhor método de evitar doenças sexualmente transmissíveis.

Banho de assento com aroeira: Muito usada em casos de corrimento mucoso esbranquiçado ou amarelado, a aroeira é muito eficaz no tratamento dessa infecção.

INGREDIENTES:

  • 1g de casca de aroeira
  • 1 litro de água

PREPARO:

  • Ferva a casca de aroeira em 1 litro de água por dez minutos. Deixar amornar ou esfriar e faça banhos de assento até 3 vezes ao dia.

Além dos remédios caseiro, a alimentação pode ajudar no tratamento do corrimento. Deve-se investir em uma alimentação natural, à base de frutas, legumes e verduras, evitando o consumo de alimentos industrializados.

Os alimentos mais indicados são iogurte natural, chicória, couve, limão, melã e romã. Mesmo com o tratamento caseiro, se o corrimento vaginal persistir por mais de três dias, procure um médico especialista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

Gostou do artigo?

Se inscreva e receba as novidades em primeira mão.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: